sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Informação...


No jornal da noite da RTP fiquei a saber montes de coisas importantes; que o CDS comeu bacalhau à Zé do Pipo no mesmo restaurante que a caravana eleitoral do PS; que Paulo Portas pagou cafés a gente da rua; que os desempregados são pessoas como nós mas com menos sorte; etc.

Eu tenho sorte em estar a trabalhar, não é uma questão de cunha, mas de sorte, já que a cunha implica umas quantas movimentações.

E pronto, uma mensagem subliminar da RTP que mais não significa que o governo nada tem que ver com o factor alarmante do desemprego em Portugal mas vai mais longe ao desresponsabilizar os portugueses que se encontram, coitados, na situação de desemprego. Ainda não chegámos ao desplante fascista italiano mas ouvem-se passos rectos no escuro.

3 comentários:

Brown Eyes disse...

AHAHAHAH. Bué de informações que te deu esse jornal. Eu vejo o jornal da TVI, o que os socialistas não podem nem ouvir falar. Depois dizem eles que eu tenho mau gosto. E penso eu: espero que haja muitos com o mesmo mau gosto, assim estes fulanos não voltam lá a pôr as patas. Hoje eles querem mesmo vincar a ideia que é "uma sorte" termos emprego e claro por isso "pela sorte" há que deixar os fulanos pisarem-nos e chularem-nos até ao tutano. E ainda temos que lhe agradecer por cima. "Obrigado senhor por sereis tão misericordioso." Agora os escravos são brancos. Como as coisas mudam e a escravatura foi abulida, imagina se não tivesse sido. Que isto é um mundo de faz de conta é. BJS

R.I.P.per disse...

peço a todos os leitores as minhas mais sinceras e humildes desculpas, pois só me resta concluir que as margens pré-estabelecidas foram ultrapassadas por este ultimo comentario de sua excelencia brown eyes, ao que o meu bom senso e seguramente o vosso obriga que o mesmo seja apagado de forma a que este espaço esteja de acordo com o codigo etico vigente

bem haja

a direcçao

Brown Eyes disse...

ahahahah. Excelente, excelente, excelente.....Mesmo com uma forte inércia e cansaço aqui cria-se e queria-se continuar a produzir a diferença, o que se tem conseguido.
BJS querido RIPPER