quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Rave na Casa Pia...



Parece que é desta que vai deixar de haver pedofilia na Casa Pia.URRAYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYY.Diz que os docentes e auxiliares,para comemorar,já marcaram várias orgias com os alunos.
Felizmente uma boa notícia.

sábado, 17 de novembro de 2007

Profunda reflexão sobre a pornografia...



É...de facto o mundo seria um lugar caótico sem ela...
Terá a pornografia um papel mais importante,no equilíbrio social,que a própria instituiçao católica?

P.S.:Mas que porno star mais foleirinha que eu aqui enfiei.

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Ensaio sobre a inteligência...

Ele houve um dia em que me dirigi ao clube de video e aluguei Lost Highway.Seria a minha apresentação ao universo Lynchriano,de uma forma directa.
Vi-o atentamente na casa de um amigo meu e no fim fez sentido.Já esse tal amigo houvera ficado às aranhas.
A diferença está no facto de eu ter,a priori,consumido universos que beberam inspiração deste último.
Trazia bagagem,o meu cérebro havia-se preparado para digerir aquela informação algo dúbia e ambígua,filtrada pelo olhar.

Penso que a inteligência mais não é que o resultado do aglutinar de experiências.
Penso também que o cérebro não é bruto mas embrutecido pelas experiências,experiências essas que não foram suficientes para o iluminar.Vive condicionado ao necessário não necessitando de evoluir.

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Os cães ladram e a caravana passa...

Paulo Portas e Fátima Felgueiras andam a abusar.
Um digitaliza documentos confidenciais,a outra paga as despesas do julgamento com dinheiro da Câmara Municipal de Felgueiras.Quanto a este último ponto,acho mal,muito mal.Se ela desvia dinheiros para o julgamento,como raio vai ter dinheiro para alimentar a família?É injusto no mínimo e um sentimento solidário cresce dentro de mim.Coitada.
A imprensa apressou-se a divulgar estes dois GRAVES ESCÂNDALOS e o cidadão indignou-se.Não tanto como no processo casa Pia ou Apito Dourado,mas mesmo assim foi uma indignação empolada.
É de notar o PODER que a nossa imprensa tem em mudar a opinião de qualquer um.
Das duas uma...ou é a própria que é incompetente e não salvaguarda para si o direito de se afirmar como o 4º poder...ou nós,portugueses,somos muito...hum...limitados de cabeça.

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

A escada de nácar...

As cortinas escancaradas mostravam o sol sem pudor.
O dia entrava por aquele apartamento de luxo sem delonga,com urgência de um louco,beijando os cortinados respeitosamente que não fizeram por lhe resistir.
Eram uns cortinados com porte pesado e suavidade de cetim.Toda aquela casa era luz.O chão,imaculado,reflectia os candelabros com design moderno que se acendiam quando o sol ia aquecer outras almas,de outros mundos.Havia um sofá creme.Em frente ao sofá,uma mesa suspensa por um simples pé...em cima da mesa uma chave.Um plasma pairava na parede magestosamente e uma faca cortava o ar.Através da enorme montra,lambe agora,o sol,um quadro de Bosch.
Uns sapatos finos pisam aquele chão de nácar com exoberancia.O dono daqueles sapatos fixa o olhar em direcção a três pontos encarnados que jazem secos no chão.
-Tens sorte sabes?Uma alma leve tem menos dificuldade em abandonar a carne.Pronta para a purga?-disse o dono dos sapatos finos com uma expressão metade bem feitora,metade nostálgica.Todo ele muito elegante,todo ele desenhado a traço italiano.
Falava para uma mulher,uma mulher de olhar leve.Dois rasgos de maquilhagem pendiam-lhe dos olhos como o gelo pende dos telhados;com drama.Envergava um vestido vermelho,volumoso,de gala,que não lhe tapava os ombros.Era bela como as actrizes o eram nos anos dourados de Hollywood...e não tinha mais lágrimas para espalhar no chão já com sabor a mar.Estava atada,nem a mente conseguia escapar áquela prisão,a voz também já não se podia fazer ouvir,aprisionada por entre panos de veludo com cheiro distinto.
Ouvira um clic,uma fechadura acolhera uma chave com doçura.A tampa de uma caixa vermelha abriu-se libertando o segredo ao ar que acolheu.
-A tortura da carne enche a alma de alegria.Que toda a alma tenha a sorte de ter uma carne sofredora.-dizia o homem em transe enquanto tirava da caixa uma grande agulha com uma grosseira linha preta.-Para que não voltes a olhar o pecado e para que o pecado não volte a sair do teu ventre.
Grossas gotas de sangue batiam violentamente contra o chão cada vez menos imaculado,furiosas,gritando até à mais ínfima molécula,as palmas dos pés espalhando-as freneticamente,a saliva cheia de raiva a lavar as que conseguia.
A luta havia terminado.O rosto do homem dos sapatos finos havia-se iluminado ao mesmo tempo que o da mulher,bela como as acrizes de Hollywood,se havia posto no breu.
Tirou uma faca do bolso para se ferir de morte.
Agora todo ele era santo.

sábado, 3 de novembro de 2007

Tive preso...

E venho indignado...porque raio os filhos da puta da CP não nos deixam sentar no lugar que queremos?É por causa do lobby cristão?Claro...os púdicos da merda alienaram os comboios do mapa do engate...depois ainda dizem que a igreja já não manda em nada...

Fieis leitores...desculpem-me mas tive preso...foi por atentado ao pudor...e mais não digo.


Venho com ideias frescas...mas vou joga-las ao mar numa garrafa de rum...

P.S.:No questionário aqui do lado...quem votou NÃO é simplesmente parvo.