sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Coeficiente de mediocridade...


CM=AC x VC / NPP

CM-coeficiente de mediocridade
AC-anos que o sonho de ter casa própria perdurou até se tornar realidade
NPP-número de pessoas próximas

Isto é, com válida base científica, a equação para descortinar o coeficiente de mediocridade de um indivíduo.


Agora um assunto completamente off topic, é que segundo o ministério da saúde afinal, e pelo tom faz-me perceber que não passa de um mero acaso, afinal ainda não morreu ninguém em Portugal de H1N1 o que é um alivio e uma feliz constatação de que os panfletos que ensinam o cidadão comum (iliterado) a lavar as mãos como deve de ser, são eficazes. Todo um exemplo de como agir de forma a que a mensagem passe de forma clara.

E agora faço aqui nova ressalva, no caso não desviante; é todo um poderio estratégico, em termos de campanha eleitoral, que se perde aquando os delegados de propaganda médica não são usados nessa mesma campanha eleitoral. O H1N1 já ganhou, nas calmas.

4 comentários:

Brown Eyes disse...

Ahahahah. Esses cientistas partem do principio:
1º. O elemento de medição do coeficiente de um individuo é um bem ;
2º. Que há seres superiores e seres medíocres;
3º. Que só há sociedades consumistas;
4º. Que todos temos as mesmas necessidades e os mesmos objectivos.
Ora bem isso não é bem assim. As necessidades surgem decorrentes do meio em que cada individuo se insere. Sabemos que o meio natural, cultural, social, condicionam o homem, levam-no à valorização para satisfazer as suas necessidades. Necessidades que variam consoante a sociedade (comunidade interdependente) em que o individuo se insere. As tradições, crenças ou valores políticos e culturas são diferentes entre as sociedades. Apenas nas consumistas o homem é condicionado ao trabalho com a função de satisfazer fantasias, estimuladas artificialmente, criando-lhe necessidades supérfluas. Nestas sim o individuo é medido pelo bem mas, há aquelas, em que o mesmo é medido pelas capacidades físicas ou intelectuais que possui. São poucas mas existem. Não se pode portanto cotar um individuo sem ter em conta os valores da sociedade a que o mesmo pertence. Nem podemos partir do princípio que todos os indivíduos pertencem à mesma sociedade tendo por conseguinte os mesmos objectivos. Só se podem comparar indivíduos iguais e pelo que se sabe torna-se impossível esta tarefa já que há várias interferências no desenvolvimento humano (vários biótipos).
Quanto ao H1N1 tem apenas uma função: distrair-nos dos problemas realmente graves desta sociedade. Como o facto de termos trafulhas que se convencem que são perfeitos e intocáveis e o mais grave é que há gente que os julgam superiores à própria lei e os aplaudem como deuses. Olha que há coisas!!! Impossíveis de explicar. Parece até que o raciocínio deixou de estar na moda, será?
(sempre o mesmo defeito, não sei ser sucinta mas um pensamento puxa outro e...sai testamento. :))
Beijos

R.I.P.per disse...

Olha mt m apraz que tenhas achado mesmo que esta formula seja cientifica, foi feita em cima do joelho pq de facto nem sou dado à matemáticas, claro q tendo por base a sociedade consumista e em jeito d ironia.

Xi ca cena, acho q nao podes dizer essas coisas do Socrates hj, sim q eu notei q falavas do Socrates, é q hj é dia d reflexao e nao podes falar dos tiques totalitarios do homem q diz pq é proibido :O
bj

Brown Eyes disse...

Percebi a tua ideia sobre a formula.
Quanto ao dia de reflexão estou a fazer como ele: fugir às regras. Depois desculpo-me com a ignorância. Achas que acreditam em mim? Bem eu ainda tenho uma desculpa não fui eu que as fiz. ahahahah
Beijinhos e reflecte bastante.

Brown Eyes disse...

Pssst... o pessoal está com saudades das formulas and so on...