segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

ABJECÇÃO


Foi como um movimento solitário,perdido no arquear circense de rosto de homem.
Imbuído pelo cheiro do silêncio,corre sem fim,como um cobarde,um silêncio de cetim.
Empalidecem porque riem,tumbas jazem sobre as suas cabeças perpétuas,musgo brota dos seus ouvidos,lábios gastos,esgares nervosos,fatos de fazenda brancos,jardins sumptuosos.
Onde está a tua hipocrisia quando tanto me faz falta?

4 comentários:

weee disse...

Eu só queria saber quem é que ganhou ali no jogo do galo... huuumm...

Kisses :)

R.I.P.per disse...

Epá,foi ela,eu perdi.Estava somente a jogar pa afagar a perna:)

Gingerbread Girl disse...

LOL ... you two =p


Olha... LINDO... mais uma vez. Lindo!


*

Brown Eyes disse...

Hoje tenho uns minutinhos e resolvi ler o teu blog. Há coisas que nos fazem falta e esta é uma delas. Estão mortos os cobardes e os hipocritas? As tumbas deles já têm musgo? Até eu vou vestir um fatinho branco de cetim.