sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

descaracterização...

-És uma pessoa impecável.Eu amo-te.A sério.
Gosto de estar contigo e foder contigo é fantástico.Verdade.E quando fazes aqueles truques que te ensinei...CARAMBA.
Bom...acontece que eu tenho que foder com outras pessoas.As pessoas são um puzzle.E não é só uma metáfora.Cada uma com um cu e...outras partes especificas...e personalidade também,inteligência,etc.Por aí.
Tem que se ter sorte para se encontrar a mescla perfeita.Pois eu digo-te uma coisa amor...eu não tenho lá muita sorte.Mas tenho necessidades sabes?
Há corpos que parecem explodir...vêem-se as veias a palpitar porra....e cus com mais curvas que um half-pipe.
Não te estou a dizer que não prestas...o que eu estou a dizer é que não és anatomicamente suficiente para conter a minha barragem libidinosa.Mas por outro lado és uma pessoa fantástica.
E não me digas que vais trabalhar mais o corpo...O sexo podia melhorar.Verdade.Mas no entanto a tua imagem sairia descaracterizada.Eu não iria ligar ao que me dizias pois o teu corpo iria desviar toda a minha atenção e passaria a olhar-te como objecto sexual.Era isso que querias?

Então pára de me chatear com a conversa de ter comido o teu melhor amigo e vamos dormir.

6 comentários:

meldevespas disse...

Nem sei que te diga.....
Diverti-me demais a ler esta "descaracterização", sério!
Amei a ambiguidade do final?
E olha se queres que te diga, gosto desta forma desgarrada e às vezes excessiva nas palavras.
Beijinho

meldevespas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
R.I.P.per disse...

a ambiguidade está lá no texto mas o "a teu" era erro...é "o teu" :)

weee disse...

Vou roubar ali as palavras da Carmo, com licença, diverti-me demais :)

Anônimo disse...

Eu até curtia dar uma de avant garde ou wtv e dizer que gostei da liberdade artística e das palavras cruas, brutas cruéis e desumanas... Mas não gostei!
Sei que contém uma mensagem, aquele género de subterfúrgios de que tu tanto gostas... E eu entendo-o. A sério que sim. Ou pelo menos acho que entendo. No entanto não faz o meu género de leitura...
Gostei de certas partes no entanto...

=)

Lempicka

Catarina disse...

ahahah! brilhante! :)